California

655 Campbell Technology Parkway,
Suite 200
Campbell, CA 95008 USA

Phone: +1 408 574 7802
Fax: 1 408 377 3002

Rothy’s: É Fácil ser Sustentável com o Centric PLM™

Rothy’s,  fabricante de calçados e acessórios estilosos, confortáveis e laváveis, coloca a sustentabilidade em primeiro plano

Desafios

  • Crescimento rápido
  • Problemas da cadeia de suprimentos
  • Metas ecológicas ambiciosas

Resultados

  • Processos mais simplificados
  • Visibilidade na fábrica via PLM
  • Capacidade de rastrear certificações, % de materiais reciclados
  • Eliminou 14 fontes diferentes de dados para UM local centralizado

“O Centric permite que você elimine os documentos e planilhas que todos estão atualizando ou esquecendo de atualizar, porque eles vivem em uma fonte central.”

 Heather Howard, COO da Rothy’s descreve as melhorias após a implementação do Centric PLM. “Do ponto de vista humano, o Centric PLM torna a vida muito mais fácil para nossos funcionários de design, desenvolvimento de produtos e fabricação. Podemos trabalhar diretamente com nossa fábrica… e eliminar as inúmeras outras etapas que existiam antes do Centric.”

A Rothy’s foi fundada com a consciência ecológica incorporada em seu DNA. Ter fluxos de trabalho eficientes tornam a sua missão de fabricação sustentável de calçados mais fácil de gerenciar.

Uma Ideia Se Realiza

A empresa tem sede em São Francisco, foi fundada em 2012 e lançada em 2016. Roth Martin e Stephen Hawthornthwaite tiveram a ideia uma noite em um jantar. Os dois queriam criar uma empresa e decidiram por calçados. Howard diz: “Eles descobriram quanto desperdício existia na indústria de calçados e se perguntaram ‘como podemos fazer isso de forma diferente e sustentável?’” Inicialmente trabalhando com OEMs, a dupla não conseguiu obter o produto final que procurava e, finalmente, decidiram fazê-lo sozinhos, construindo a fábrica própria da  Rothy’s na China. Hoje, a empresa faz tudo o que vende, oferecendo sapatos e bolsas estilosos, confortáveis e sustentáveis por meio de seu site e lojas em cidades selecionadas.

Controle Total

Possuir a fábrica dá à empresa vantagens que eles não teriam de outra forma. Howard diz: “Podemos realmente possuir nossa produção. Podemos fazer as coisas de acordo com o nível de demanda, planejar o futuro e por meio dessa caótica cadeia de suprimentos. Nos últimos dois anos, tivemos 98% de pontualidade na entrega e os 2% de atraso foram devido a atrasos nos portos. Estamos em contato constante com nossa fábrica e não temos que competir com outras empresas pela produção. E mantivemos nossos trabalhadores da fábrica seguros com nossos protocolos COVID; não tivemos que fechar nem por um dia.” A fábrica também serve como campo de provas para testes de P&D de ideias para o desenvolvimento e aprimoramento de novos produtos de calçados.

Howard afirma: “Queremos fazer as coisas direito… Lançamos com apenas duas silhuetas, The Flat e The Point. E não fomos ao mercado até que estivéssemos prontos. Estamos sempre pensando em como fazemos isso da maneira mais sustentável em vez de adaptar algo mais tarde.”

Assim Como Estar Lá

A pandemia prejudicou a visita a ativos no exterior. Howard diz: “Normalmente, estaríamos viajando para nossa fábrica, mas, como a maioria, não fomos para lá nos últimos dois anos e meio. Isso torna mais importante ser organizado e trabalhar a partir da mesma fonte de verdade que sua produção.” Ela também menciona que as pessoas não pensam duas vezes para trabalhar em casa com o Centric PLM instalado. Da mesma forma, ele fica completamente remoto. “Tivemos algumas pessoas se mudando da Califórnia que ainda estão conosco e está funcionando muito bem.”

Verde Até O Fim

Observar mais de perto os processos revolucionários de Rothy dá uma ideia de como eles estão comprometidos em manter o desperdício baixo. Começando com a linha feita a partir de garrafas plásticas de água – 125 milhões e contando – até mais de 400.000 libras de plástico oceânico reciclado. A linha é feita diretamente no calçado usando uma técnica inovadora de tricô 3D que levou 3,5 anos para ser aperfeiçoada, evitando o desperdício gerado pelos métodos mais tradicionais de corte e costura. Outros componentes são feitos de materiais de base biológica como lã, borracha, areia, milho, fibra de cânhamo e mamona que podem ser facilmente rastreados através do PLM.

A Rothy’s fala sobre a circularidade como um “ciclo contínuo que se renova, do material e fabricação ao produto e reciclagem. A visão é usar materiais reciclados duas vezes em novos produtos – para fechar o ciclo, como a natureza faz.” As soluções pioneiras de PLM integram esse modelo de ciclo fechado no gerenciamento de cada aspecto do desenvolvimento do produto, desde a fabricação, cadeia de suprimentos, até a devolução, reaproveitamento e reciclagem do produto.

Ganhando Eficiência

Howard explica que eles decidiram usar o PLM para ganhar eficiência em seu processo.

Quando fizemos parceria com a Centric Software há cerca de três anos, éramos jovens e crescendo tão rápido que não estávamos usando todos os recursos do Centric PLM. Neste último ano, fizemos um esforço consciente para refazer nossos processos e aproveitar toda a sua capacidade.

É preciso muito trabalho para fazer isso e pode ser doloroso, mas quando você chega ao outro lado, o fato de poder eliminar os 14 lugares diferentes que todos precisam atualizar e ter uma fonte central de verdade que também pode alimentar sua outros sistemas, é incrível. Estamos em cerca de 97% e tem sido transformador para nossas equipes.”

Clientes Eco Conscientes

Os clientes da Rothy’s vêm de dois lugares. Alguns são atraídos pela beleza dos estilos. Howard diz: “Quando alguém experimenta nosso sapato pela primeira vez, a reação universal é ‘oh, isso é tão confortável!’ Eles então aprendem rapidamente qual é a nossa missão e como o sapato foi feito e ficam entusiasmados com isso. Então você também tem o inverso, onde o cliente tem a mentalidade: é assim que eu quero comprar – quero apoiar marcas que estão sendo sustentáveis e atenciosas no trabalho que fazem.

É ótimo de qualquer maneira – cria esse incrível boca a boca. Nossos clientes aprendem que não apenas fazemos este sapato bonito e confortável, mas também é durável, lavável e sustentável.”

Embalagem E Boas Devoluções

Um dos primeiros e mais óbvios lugares que as empresas procuram para melhorar o impacto ambiental é a embalagem. Como a Rothy’s foi criada exclusivamente com a sustentabilidade em mente, esse não era o caso deles, mas ainda uma área de foco. Com as vendas diretas ao consumidor em alta desde o início da pandemia, o transporte ganhou destaque. Howard diz: “Usamos 95% de materiais de embalagem reciclados e enviamos nossas caixas de sapatos diretamente da prateleira – não enviamos uma caixa em uma caixa”. Ao ter os dados do material vinculados diretamente a cada código de embalagem no BOM, é simples determinar a porcentagem de material reciclado.

Ela continua: “Além disso, como todos sabemos, há todo um lado de logística reversa para devoluções que aumentou imensamente nos últimos dois anos porque todo mundo estava fazendo pedidos on-line. Fizemos uma parceria com a Happy Returns, uma empresa que tem locações de devolução em todos os Estados Unidos. Isso elimina a necessidade de os clientes fazerem devoluções à moda antiga, onde você imprime uma etiqueta, cola na caixa e a leva. Agora você nem precisa ter a caixa. Por exemplo, você pode devolver seus sapatos a uma Paper Source [que hospeda as locações de devolução].” Os clientes são reembolsados em 60 segundos no local. Howard observa: “As locações de devolução empregam contêineres reutilizáveis. Isso economizou algo como 54 toneladas de papelão para cada milhão de devoluções. É incrível poder reduzir essa pegada na frente do papelão.” O rastreamento desses retornos à medida que eles chegam é simples por meio de um hub digital central.

Não Está Pronto Para Deixar Ir

A Rothy’s está melhorando continuamente seus esforços ecológicos. Howard diz. “À medida que crescemos em 2021, começamos a explorar a próxima fronteira em sustentabilidade e design e a solução de fim de vida dos produtos. Embora nossos sapatos e bolsas sejam projetados para durabilidade, eventualmente, uma solução sustentável para produtos inutilizáveis precisa existir. A primeira iniciativa nesse sentido foi nosso programa piloto de reciclagem. Tínhamos pessoas trazendo seus sapatos para nossas lojas. Na verdade, lutamos um pouco porque as pessoas não estavam prontas para desistir de seus Rothy’s. A atitude deles foi: ‘estes ainda estão em ótimas condições. Posso lavá-los e não estou pronto. Eu não vou deixá-lo ir.” Isso foi um grande aprendizado.”

“O trabalho que estamos fazendo para desconstruir nossos sapatos leva à próxima iniciativa: materiais reciclados duas vezes”, diz Howard. “Como tudo em nosso sapato é natural ou reciclado, é fácil reaproveitar esses componentes. Estamos desconstruindo e recuperando esses materiais duas vezes reciclados para criar algo novo.” As empresas podem gerenciar o fim da vida útil no PLM, adicionando rotulagem circular ou etiquetas na Bill of Labor (BOL), como ‘retorno’, ‘desconstrução’, ‘cortar/triturar’, por exemplo.

Desperdício Zero

Howard menciona a próxima iniciativa: fábrica de lixo zero. “É super empolgante e somos um dos primeiros na indústria a fazer isso. Nossa fábrica alcançará o status LEED e certificações de desperdício zero este ano, validando que estamos operando com práticas de construção verde. E por último, mas não menos importante, está a produção circular completa. As metas de 2023 da Rothy’s são as mais ambiciosas até agora! Não apenas nossos produtos serão fabricados com a maioria de materiais reciclados e à base de biomassa, mas todos os Rothy’s colocados no mundo terão uma solução de fim de desgaste”. O rastreamento das certificações, regulamentos e requisitos é fundamental para manter o status, o que o Centric PLM faz junto com todas as informações de desenvolvimento do produto. Para empresas que não possuem fábricas próprias, o rastreamento de certificações de OEMs e fornecedores se torna ainda mais crítico para suas buscas de sustentabilidade, pois as certificações expiram e precisam ser gerenciadas.

Palavras De Despedida

Para empresas que precisam traçar um roteiro de sustentabilidade. Howard oferece alguns conselhos para aqueles que procuram abraçar a sustentabilidade de forma mais completa. “Comece aos poucos porque se você for atrás de tudo, vai ficar sobrecarregado e acabar não fazendo nada. Veja caso a caso: equipe da cadeia de suprimentos, vamos dar uma olhada em nossas embalagens. O que estamos fazendo? O que poderíamos fazer diferente? Ei, equipe de materiais, onde há lugares onde você pode reduzir o desperdício… E passar por cada equipe para assim, ir para os passos adiante, acho que é a melhor abordagem. ” E, claro, implemente um PLM moderno para design e fabricação para lidar com as complexidades que acompanham o fato de ser sustentável.

Leia mais

Ver todas as referências