California

655 Campbell Technology Parkway,
Suite 200
Campbell, CA 95008 USA

Phone: +1 408 574 7802
Fax: 1 408 377 3002

Dainese Atinge o Ápice de Design e Desenvolvimento Após Parceria com Centric Software®

Desenvolvimento de produtos acelerado devido a certificações simplificadas

Desafios

  • Requisitos rigorosos de homologação e certificação
  • Produtos de alta complexidade que levam até 3 anos para serem desenvolvidos
  • Equipes trabalhando em arquivos do Excel offline
  • Barreiras na colaboração e comunicação entre departamentos
  • Acompanhar o rápido crescimento da empresa
  • Combinar herança italiana com tecnologia e inovação

Resultados

  • Unificação de 4 categorias principais de produtos e cerca de 20 subcategorias
  • 25% da equipe trabalhando no Centric PLM
  • 3.000 estilos, 10.000 tipos de cores e 9.000 materiais gerenciados em PLM
  • Implementação remota de 90% e adoção impressionante do usuário
  • Certificações simplificadas, garantindo precisão e aumentando a eficiência
  • Tempo de desenvolvimento reduzido, permitindo que as equipes se concentrem na inovação

“Antes do PLM, nossos processos não eram digitalizados… as equipes trabalhavam offline no Excel, onde acompanhavam todos os aspectos do desenvolvimento do produto, incluindo homologação e certificação. Com 4 categorias de produtos e cerca de 20 sub categorias, você pode imaginar como isso foi extremamente complicado.”

Luca Menegardo, CIO da Dainese, reflete sobre como as equipes lutaram para gerenciar seu complexo mix de produtos e monitorar rigorosas certificações de segurança enquanto honravam sua herança italiana antes de implementar o Centric PLM.

Menegardo continua: “A Dainese se baseia em 3 pilares estratégicos: tecnologia e inovação, design e direto ao consumidor. O maior desafio que enfrentamos como empresa é evoluir, mantendo-nos fiéis aos nossos valores, nossa herança, nosso DNA.”

Avanço rápido para hoje e as equipes colaboram sem esforço em uma “única fonte de verdade”, garantindo que os produtos continuem a ultrapassar os limites da inovação, além de aderir aos padrões de segurança mundiais.

Então, como a Dainese avançou com sua implementação de PLM e garantiu que 25% de sua equipe gerenciasse perfeitamente milhares de atributos de produtos após apenas 9 meses?

Ativando o Potencial Humano

A Dainese foi fundada em 1972 pelo motociclista Lino Dainese, que passou a projetar o primeiro traje técnico de corrida de motocicleta para o lendário piloto Giacomo Agostini. A missão da empresa de “habilitar o potencial humano” foi além do automobilismo para abranger equipamentos e roupas de segurança para esqui, mountain bike, equitação, vela e até mesmo o espaço sideral com seu traje de simulação de carga gravitacional para a Estação Espacial Internacional (ISS). A marca orgulhosamente italiana também opera como fabricante de equipamento original (OEM), fabricando produtos para nomes conhecidos como Ducati e BMW.

Possuindo 38 lojas em todo o mundo, a Dainese recentemente dobrou seu faturamento para o total de €250 milhões.  Esse rápido crescimento da empresa foi uma de suas principais motivações para modernizar seus processos de desenvolvimento de produtos com a ajuda da Gestão do Ciclo de Vida do Produto (PLM).

Tecnologia para Potencializar o Desenvolvimento de Produtos Otimizados

Antes de iniciar sua busca por um parceiro de PLM, a Dainese gastou tempo definindo metas e preparando as expectativas de seus usuários e principais interessados.

“Temos um desafio extremamente complexo, com cada um de nossos produtos exigindo certificações diferentes. Nosso objetivo para o projeto PLM era descomplexar essa matriz e introduzir uma abordagem padronizada. Em termos de formas de trabalhar, representou uma mudança radical no que fazemos e foi uma porta de entrada para o desenvolvimento ideal de produtos”, explica Menegardo.

Com uma variedade de produtos que abrange roupas, equipamentos, equipamentos de segurança, eletrônicos e muito mais, a Dainese achou impossível gerenciar os testes e certificações de segurança detalhados e abrangentes necessários para trazer cada produto ao mercado. Menegardo explica que os cronogramas de desenvolvimento são muito demorados; uma jaqueta normalmente leva de 12 a 18 meses, enquanto um capacete de motocicleta pode levar até três anos devido aos seus componentes eletrônicos sofisticados e à necessidade de colaborar com um engenheiro mecânico.

“Não podemos comprometer a segurança – tudo o que fazemos é certificado. Em primeiro lugar, o produto deve atender a testes técnicos e mecânicos extremos em nossos laboratórios. Então você precisa executar um processo de homologação diferente para vendê-lo na Itália ou na Europa, vendê-lo nos EUA, vendê-lo no Japão, vender em todo o mundo”, elabora Menegardo.

Após muitos anos de planejamento e seguindo um aumento na demanda dos clientes, a Dainese sabia que o PLM era essencial para manter sua reputação de produzir roupas muito bem trabalhadas e altamente técnicas, ao mesmo tempo em que aumentava a receita e acelerava o crescimento da empresa.

O Centric PLM definiu uma maneira comum de fazer as coisas. Temos um repositório, onde todos os dados do produto, como um conjunto de nomenclatura, marcos e processos, são armazenados, e ao qual todos – desde o fornecimento até o design e a qualidade – têm acesso.

Alcançando o Recorde de Adoção de Usuários

Roberto Conte, gerente de projetos de PLM da Dainese, destaca a implantação tranquila do sistema, apesar do número de partes interessadas envolvidas.

“A implementação levou cerca de 9 meses (90% desses, remoto) e agora temos mais de 100 usuários trabalhando no Centric PLM. Desde o início, incentivamos a colaboração entre os departamentos, desde a equipe comercial, os gerentes de produto, marketing de produto, todas as P&Ds (desenvolvimento de produtos, modelistas e departamento de BOM) até o departamento de fornecimento, qualidade e cadeia de suprimentos.”

A Dainese e a Centric Software fizeram parceria com dois integradores de sistemas, aproveitando a Agile Deployment Methodology℠ da Centric para simplificar o processo e reduzir o cronograma do projeto. Depois de apenas algumas semanas no ar, a Dainese atingiu seus objetivos de adoção pelos usuários. “Há aproximadamente 400 pessoas trabalhando em nossa sede italiana, então 25% de nossa equipe está trabalhando ativamente no PLM. Atribuímos isso à sua interface de usuário amigável e intuitiva”, acrescenta Luca.

PLM Libera o Tempo para Inovação

“Passamos de uma situação em que todos trocavam arquivos desatualizados por e-mail, para todos trabalhando ativamente em uma única ferramenta para desenvolver uma coleção”, resume Menegardo. “Nossas equipes agora podem se concentrar em inovação e testes.”

A Dainese pode ver claramente o forte contraste de trabalhar da maneira “antiga” versus a nova, graças ao Centric PLM. Após uma implementação extremamente bem-sucedida, a Dainese já está colhendo os benefícios da colaboração e comunicação sem esforço entre as equipes, gerando um enorme aumento na eficiência.

Conte está impressionado com a funcionalidade do sistema e sua capacidade de lidar com conjuntos de dados complexos: “Já estamos gerenciando mais de 3.000 estilos, 10.000 variantes de cores e 9.000 materiais no Centric PLM”, diz ele.

A introdução da plataforma PLM de última geração da Centric não está apenas impactando o dia-a-dia da Dainese, mas também está impulsionando mudanças transformacionais dentro dos negócios.

“Tem sido fantástico em termos de gerenciamento de mudanças e de adoção do usuário. Graças à implementação tranquila, conseguimos definir um paradigma dentro da empresa sobre como executar um projeto de sucesso. É um padrão muito alto!” diz Menegardo.

Uma Base para o Amanhã

A parceria entre a Centric e a Dainese foi frutífera, mas não termina aqui – Menegardo vê potencial para expandir o escopo e impulsionar ainda mais a inovação. “Queremos operar com PLM, então não é uma questão de simplesmente sobreviver, é uma questão de crescer nosso negócio cada vez mais rápido e essa é uma base que queremos construir hoje e amanhã”, conclui.

Leia mais

Ver todas as referências